Setembro Safira: O uso correto das lentes de contato pode preservar a sua visão

Em meio a tantas cores e iniciativas, o mês de setembro acompanha a cor safira pela primeira vez. A Campanha foi desenvolvida para educar sobre o uso adequado das lentes de contato, pois a utilização de maneira errada pode causar úlceras de córnea, com um alto risco de perda ou comprometimento da visão.

Em meio a tantas cores e iniciativas, o mês de setembro acompanha a cor safira pela primeira vez. A Campanha foi desenvolvida para educar sobre o uso adequado das lentes de contato, pois a utilização de maneira errada pode causar úlceras de córnea, com um alto risco de perda ou comprometimento da visão.

Para conhecer a fundo o projeto Setembro Safira, conversamos com a Dra. Claudia Del Claro (CRM-SC 10.589), médica oftalmologista e especialista em lentes de contato:

Visão em Dia – O que é a Campanha Setembro Safira?
Dra. Claudia – É uma campanha nacional de conscientização sobre o uso adequado das lentes de contato. Seu nome vem do significado simbólico da pedra preciosa safira, que representa a sabedoria.
Pensando nisso, a campanha tem o propósito de levar sabedoria, conhecimento; conscientizar e educar a população quanto ao correto uso das lentes de contato para evitar prejuízo ocular.
Demonstrar quais são os comportamentos e hábitos inadequados que aumentam os riscos de infecções na córnea ou intolerância às lentes de contato são fundamentos deste movimento.

Visão em Dia – O que levou a Sociedade Catarinense de Oftalmologia a criar esta ação?
Dra. Claudia – Dados recentes como um estudo realizado na China e publicado no periódico Eye em 2021, mostram que a opacidade na córnea é a quinta principal causa de cegueira e deficiência visual em todo o mundo, afetando cerca de 6 milhões de pessoas mundialmente¹. Além disso, é responsável por 1,5 a 2 milhões de novos casos de cegueira monocular por ano¹, evidenciando um fardo incessante e contínuo para a saúde humana.

Entre todas as etiologias (como infecção, trauma, inflamação, degeneração e deficiência nutricional), a ceratite infecciosa representa a principal causa de cegueira relacionada à córnea em países desenvolvidos e em desenvolvimento. Sua incidência está estimada de 2,5 a 799 por 100 mil habitantes por ano. O uso de lentes de contato está entre os principais fatores de risco .

Como sabemos que a ceratite infecciosa relacionada às lentes está diretamente ligada aos maus hábitos e estes são totalmente mutáveis através da educação da população , vimos a necessidade de desenvolver uma campanha para conscientização e educação para o bom uso das lentes de contato.

Visão em Dia – Há mais dados estatísticos a respeito dos prejuízos à saúde ocular quando as lentes de contato são utilizadas de forma inadequada?
Dra. Claudia –
Sim. A pesquisa² com usuários de lentes de contato avaliou a prevalência de comportamentos de risco relacionados à higiene delas. O resultado foi chocante! Aproximadamente 99% dos usuários relataram pelo menos um hábito de risco à higiene das lentes de contato. Quase um terço dos entrevistados relatou ter experimentado olho vermelho ou dolorido relacionado às lentes de contato, exigindo uma consulta médica.

Estima-se que 40,9 milhões de adultos norte americanos usam lentes de contato, e muitos podem estar sob risco de infecções oculares graves devido ao uso inadequado das lentes de contato e comportamentos de cuidado².

Visão em Dia – Quais sinais o paciente pode apresentar em casos de não adaptação
às lentes de contato?
Dra. Claudia –
A intolerância às lentes de contato pode ser decorrente destes hábitos inadequados – como não descartar as lentes no período indicado, desinfecção inadequada ou o hábito de dormir com as lentes.

Mas nos casos em que o paciente já segue todas as orientações médicas, alguns pacientes podem não se adaptar a determinados materiais ou mesmo ser intolerantes ao produto de higienização das lentes. Sintomas como irritação, sensação de areia podem aparecer. Nestes casos procurar seu médico oftalmologista para uma avaliação.

Visão em Dia – E os colírios podem ajudar neste processo para manter os olhos e as lentes lubrificadas?
Dra. Claudia –
Os colírios lubrificantes próprios para o uso das lentes podem ser necessários caso o paciente apresente sintomas de ressecamento ocular, principalmente em frente ao computador ou em ambientes climatizados, com baixa umidade relativa do ar. E este uso das lentes com pouca lubrificação pode propiciar lesões na córnea que se tornam a porta de entrada para os agentes infecciosos, aumentando os riscos de infecção.

Visão em Dia – Qual deve ser a frequência de consulta ao oftalmologista para os pacientes que fazem uso de lentes?
Dra. Claudia –
O acompanhamento deve ser periódico, seu médico oftalmologista irá determinar a frequência dos retornos. Muitas vezes, os pacientes acham que está tudo bem, mas no exame percebemos que necessitamos reorientar o uso.

Visão em Dia – A doutora gostaria de deixar alguma mensagem para quem faz uso de lentes de contato?
Dra. Claudia –
Gostaria de reforçar que quem usa adequadamente tem uma chance muito menor de ter complicações e consegue seguir desta forma por muitos anos. Já quem não segue as orientações de cuidados – por desconhecimento ou por não acreditar nos riscos envolvidos – poderá enfrentar problemas no futuro.

Os conteúdos disponíveis neste portal têm a intenção de informar sobre a saúde ocular. A consulta com o profissional de saúde é fundamental e imprescindível para eventual diagnóstico, tratamento e acompanhamento do paciente.

¹Infectious keratitis: an update on epidemiology, causative microorganisms, risk factors, and antimicrobial resistance (https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/33414529/). Acessado em 08/09/2021.
²Contact Lens Wearer Demographics and Risk Behaviors for Contact Lens-Related Eye Infections – United States, 2014 (https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/26292204/). Acessado em 08/09/2021.

Veja mais conteúdos:

10 de fevereiro 2020
Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a catarata é uma das principais causas de cegueira reversível no mundo, acometendo principalmente a [...]
29 de julho 2021
Desde o ano passado, o cuidado com a saúde ocular tem um novo foco para nós, voltado à [...]