Visão em Dia

Os olhos são grandes responsáveis pelas
experiências que temos ao longo de nossas
vidas, e para mantê-los saudáveis alguns
cuidados são necessários.

Conheça as doenças que podem prejudicar a sua saúde ocular

"O que podemos fazer para evitar problemas com a saúde ocular?", "Quais doenças costumam afetar os olhos?", "Como o médico oftalmologista pode me ajudar?". O mês de julho traz uma data bastante importante, o Dia Mundial da Saúde Ocular (10/07), e nós vamos aproveitar para abordar os principais aspectos sobre a saúde dos olhos, afinal, é preciso cuidar hoje para ver amanhã.

O que é saúde ocular?

Todos os nossos sentidos são responsáveis, de alguma forma, por nossa comunicação com o mundo exterior. A visão, no entanto, tem maior contribuição. Ela é responsável por 80%¹ das informações que recebemos. Já com este dado é possível perceber a importância de cuidar deste órgão.

Dra. Cláudia Del Claro (CRM-SC 10.589), médica oftalmologista, explica: "Quando falamos em saúde ocular, referimo-nos à saúde dos olhos. Apesar de se tratar de um dos menores órgãos do corpo humano, sua estrutura é extremamente complexa e delicada – daí entendemos o porquê de existir uma especialidade dedicada aos olhos".

A estrutura ocular é composta, principalmente, por:

- Cílios;
- Córnea;
- Coroide;
- Corpo ciliar;
- Cristalino;
- Esclera;
- Conjuntiva;
- Glândula lacrimal;
- Humor aquoso;
- Humor vítreo;
- Íris;
- Mácula;
- Nervo óptico;
- Pálpebras;
- Pupila;
- Retina.

Preservar a saúde ocular é investir em cuidados e na manutenção dos olhos para que nossa visão seja conservada, bem como suas estruturas.

E como evitar complicações futuras? "É imprescindível que o paciente consulte o médico oftalmologista. Além dos exames realizados e solicitados, a troca de informações também é bastante importante. Estudos mostram que as maiores causas de cegueira podem ser prevenidas. Aproximadamente 2,2 bilhões de pessoas vivem com uma deficiência visual, sendo que pelo menos um bilhão desses casos poderia ter sido evitado, ou ainda não foi diagnosticado². Levar o esclarecimento a essas pessoas já é meio passo dado", orienta Dra. Claudia.

Principais doenças que podem prejudicar a saúde ocular

Entre as doenças oculares que podem interferir seriamente na saúde dos olhos estão:

Catarata
Atrás da íris, os olhos possuem uma lente denominada cristalino. A catarata ocorre quando o cristalino sofre qualquer perda de transparência. O uso de lentes ou óculos pode colaborar para o conforto visual em fase inicial, mas a catarata é uma doença progressiva. Por conta disso, a cirurgia para substituição do cristalino acaba se tornando o único tratamento efetivo. A estimativa é de que 65,2 milhões de pessoas já sofram com a catarata².

Ela pode ser congênita (presente desde o nascimento), ou adquirida, quando outros fatores levam ao seu desenvolvimento. Podemos citar: envelhecimento do cristalino com o passar da idade, uso de medicamentos (como esteroides), diabetes, glaucoma, traumas oculares e radiação para tratamento de outras patologias.

Glaucoma
O nervo ótico é o responsável por levar as informações que vemos ao cérebro. Qualquer dano nessa região pode interferir na qualidade da visão. O glaucoma é originado a partir de danos no nervo ótico e pode levar à cegueira total. O glaucoma pode ser primário de ângulo aberto, de ângulo fechado, congênito e secundário. Estima-se que 6,9 milhões de pessoas já sofram com a doença².

A doença é contida com base no controle da pressão intraocular (PIO) por meio de medicamentos específicos, laser ou de cirurgia. As indicações variam segundo cada caso.

Olho seco
A superfície ocular é revestida por uma fina película chamada filme lacrimal. Ela é composta, basicamente, pela lágrima. Toda vez que piscamos, esta lágrima é substituída por uma nova. Quando há deficiência na produção de lágrimas, ocorre o chamado olho seco. Fatores externos e doenças associadas à deficiência na composição/produção lacrimal também podem desencadear o olho seco, que pode ser tratado com possíveis mudanças de ambiente, colírios lubrificantes, oclusão do ponto lacrimal ou até mesmo uso de óculos ou lentes de contatos específicas e cirurgia, entre outras opções tópicas de tratamento, antibióticos e terapia intensa com luz pulsada³.

Retinopatia diabética
A retina é uma das estruturas que compõe a parte posterior do olho e é responsável por transformar a imagem em mensagem para o cérebro. Podemos dizer que os olhos são como uma câmera fotográfica e a retina pode ser comparada ao filme fotográfico. É ela que capta a imagem, registra e decodifica para enviar ao cérebro.

O diabetes é uma doença que predispõe a evolução de diversas disfunções no organismo, uma delas é a retinopatia diabética, doença ocular de característica progressiva que afeta os vasos sanguíneos do olho, formando microaneurismas que tendem a se romper ou extravasar sangue, causando hemorragia e infiltração de gordura na retina, podendo causar a perda parcial ou total da visão.

Para tratar a doença é importante controlar o diabetes por meio das orientações do endocrinologista. Além disso, a fotocoagulação à laser, medicamentos intravítreos e cirurgia também são opções de tratamento – dependendo de cada caso.

Como preservar a saúde ocular

As doenças oculares citadas acima podem não ter cura, mas há meios de controlar os sintomas e evitar sua progressão, que pode desencadear a perda total da visão em alguns casos. A médica oftalmologista é enfática sobre a importância das consultas regulares com o especialista: "Esses encontros vão muito além da indicação ou não de óculos, ou ajuste de grau. É na consulta de rotina que nós identificamos se existe algum problema e tomamos as devidas providências".

No entanto, quando o assunto é saúde ocular, nem tudo depende do médico oftalmologista. A Dra. Claudia explica como você pode fazer a sua parte na prevenção:

-Não coçar os olhos para evitar o desenvolvimento ou progressão do ceratocone;
- Usar óculos com filtros para proteger os olhos e eventual prevenção de doenças como degeneração macular relacionada à idade (DMRI) e pterígio (degeneração da conjuntiva que pode atingir a córnea);
- Evitar acidentes domésticos que possam causar traumas, como fogo, objetos pontiagudos;
- Adquirir uma alimentação saudável, rica em antioxidantes;
- Evitar o tabagismo, pois ele apresenta propriedades que podem acelerar o desenvolvimento de doenças oculares.

Quanto mais fazemos por nossa saúde ocular, mais preservamos nossa visão. Se você busca mais informações relacionadas a este assunto, este link pode te ajudar.

 

 

O texto acima possui caráter exclusivamente informativo. Jamais realize qualquer tipo de tratamento ou se automedique sem a orientação de um especialista

 

Conteúdo publicado em 13/07/2020


Referências:

¹Biblioteca Virtual em Saúde - https://bvsms.saude.gov.br/bvs/dicas/53saude_ocular.html
²https://www.who.int/docs/default-source/infographics-pdf/world-vision-infographic-final.pdf?sfvrsn=85b7bcde_2
³ L. Jones et al. / TFOS DEWS II Management and therapy report; The Ocular Surface 15 (2017) 575-628

Visite regularmente seu oftalmologista

Precisa de oftalmologista?

Encontre um médico aqui.

Teste de Amsler

Faça a auto avaliação da mácula.

Clique aqui

Médicos

Acesse aqui o Portal Oftalmo.

Clique aqui
Apoios