Visão em Dia

Os olhos são grandes responsáveis pelas
experiências que temos ao longo de nossas
vidas, e para mantê-los saudáveis alguns
cuidados são necessários.

Cuidados com os olhos em dias quentes e ensolarados

Publicado em 19/02/2019

O verão é a estação do ano que muitos esperam para curtir a praia e o sol. Mas, esquecemos que, durante este período, os olhos podem ficar mais suscetíveis à irritações por conta da exposição excessiva ao sol, cloro das piscinas, areia e água salgada do mar. Neste período podemos observar aumento no número de casos de conjuntivite, por isso é importante redobrar os cuidados com os olhos nessa época do ano.

Segundo a médica oftalmologista Dra. Luciene de Souza Barboza (CRM- SP 59853) “passar um tempo prolongado em piscina com cloro pode levar a irritação ocular que causa vermelhidão, secreção e ardor na região. Caso isso aconteça, o tratamento varia de paciente para paciente, mas, na maioria dos casos, fazer compressas geladas, usar colírios lubrificantes e evitar o contato com a água de piscina podem ajudar a melhorar o quadro”.

A Dra Luciene destaca também que “a exposição a radiação ultravioleta pode acelerar a evolução da catarata e levar a processos degenerativos da retina¹”. 

Para se proteger dos danos causados pela radiação UV é importante o uso de óculos com proteção ultravioleta. A médica alerta para a necessidade de confirmar a qualidade dos óculos que você usa. “A proteção UV nas lentes pode ser identificada por meio de aparelhos próprios para isso, geralmente encontrados nas óticas. O óculos ter lentes escuras, por exemplo, não significa que tenha proteção ultravioleta”, reforça a especialista.

No período de tempo quente e seco, é comum aparecer sintomas de olho seco. Então, as principais dicas são: se hidratar, bebendo bastante água, procurar lugares com mais sombras, usar bonés para proteção do rosto e óculos com proteção UV. Outra dica é utilizar umidificadores de ambiente para reduzir os sintomas de olho seco e visitar o médico oftalmologista para avaliação e tratamento dos sintomas, como por exemplo o uso de lubrificantes oculares.

Mesmo com todos os cuidados, ao notar vermelhidão, inchaço, coceira frequente ou outros sintomas, visite o médico oftalmologista para o diagnóstico correto e indicação de tratamento adequado.

Referência

¹ UVA Light-mediated Ascorbate Oxidation in Human Lenses - https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC5500448/

O texto acima possui caráter exclusivamente informativo. Jamais realize qualquer tipo de tratamento ou se automedique sem a orientação de um especialista.

 

Taís Cruz - MTB 0083367/SP

Visite regularmente seu oftalmologista

Precisa de oftalmologista?

Encontre um médico aqui.

Teste de Amsler

Faça a auto avaliação da mácula.

Clique aqui

Médicos

Acesse aqui o Portal Oftalmo.

Clique aqui
Apoios