Visão em Dia

Os olhos são grandes responsáveis pelas
experiências que temos ao longo de nossas
vidas, e para mantê-los saudáveis alguns
cuidados são necessários.

Catarata: diagnóstico correto e tratamento adequado revertem cegueira

Publicado em 27/04/2017

 

Envelhecer é parte natural da vida e os olhos também sofrem mudanças por conta do nosso envelhecimento, com mais propensão ao desenvolvimento de algumas doenças, como a catarata. Essa é a doença mais prevalente na população idosa, sendo responsável por 47,8% dos casos de cegueira reversível no mundo, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

A catarata ocorre no cristalino, que tem a característica de uma lente e está localizado atrás da íris dos olhos. Com o passar dos anos, esta lente começa a perder a transparência, desencadeando a perda progressiva da visão.

“O uso de lentes ou óculos pode auxiliar no conforto visual em fase inicial, mas a catarata é uma doença progressiva, tornando a cirurgia para substituição do cristalino o único tratamento efetivo”, explica Dr. Homero Gusmão (CRM-MG 5.914), Presidente do Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO). E complementa “o procedimento é relativamente simples e tem duração de cerca de 20 minutos, com resultado definitivo”.

Além do envelhecimento, a doença também pode ocorrer por causa congênita (quando a doença surge desde o nascimento) ou, ainda, como efeito adverso de alguns medicamentos, traumas oculares ou outras doenças correlacionadas, como diabetes e glaucoma.

“Independente da causa, o oftalmologista é a peça-chave no tratamento da doença. Primeiramente para o correto diagnóstico e, em seguida, para o acompanhamento da evolução e indicações terapêuticas, que podem até mesmo reverter os casos de cegueira pela cirurgia”, orienta Dr. Homero.

Os sintomas da doença podem estar presentes mesmo nos estágios iniciais, mas costumas ser silenciosos. São eles: embaçamento da visão, dificultando atividades rotineiras; dificuldade para dirigir à noite por conta do brilho dos faróis; visão com feixes de luz e sensação de melhora da visão ao aproximar os objetivos, com piora gradativa.

Como a doença pode apresentar sintomas muito discretos em sua fase inicial é importante que a população tenha o hábito do check-up anual dos olhos com o médico e ao descobrir a doença, inicie e siga corretamente o tratamento necessário.


O texto acima possui caráter exclusivamente informativo. Jamais realize qualquer tipo de tratamento ou se automedique sem a orientação de um especialista.

Visite regularmente seu oftalmologista

Precisa de oftalmologista?

Encontre um médico aqui.

Teste de Amsler

Faça a auto avaliação da mácula.

Clique aqui

Médicos

Acesse aqui o Portal Oftalmo.

Clique aqui
Apoios