Visão em Dia

Os olhos são grandes responsáveis pelas
experiências que temos ao longo de nossas
vidas, e para mantê-los saudáveis alguns
cuidados são necessários.

Para cada problema ocular, um tipo de colírio

Publicado em 25/06/2018

Existem diversos tipos de colírio disponíveis para diferentes necessidades, desde os livres para compra direta até os vendidos apenas com receitas controladas. Em todos os casos, porém, é preciso ter cuidado e conhecimento sobre as indicações, lembrando que colírios devem ser utilizados apenas com indicação médica.

Para nos explicar melhor o assunto, consultamos a oftalmologista Dra. Diane Ruschel Marinho (CRM-RS 16.740) que falou sobre os tipos de colírios existentes e para que cada um deles é indicado:

Anestésicos
É um tipo de colírio aplicado pelo oftalmologista antes da realização de algum exame ou cirurgia, e por isso somente o especialista deve ter acesso a este produto. Não é indicado usar sem consentimento médico para amenizar sintomas momentâneos de dor, por exemplo, porque ele não age na causa do problema e ainda pode mascará-lo atrasando diagnósticos de doenças a serem tratadas.  

Antibióticos
Só é possível adquirir este tipo de colírio com prescrição médica em mãos. Geralmente, é usado para tratar infecções – lembrando que infecção é diferente de inflamação, pois a infecção é causada por germes ou bactérias. Como exemplo nós temos a conjuntivite bacteriana e infecções da córnea.

Antiglaucomatosos
Esta categoria de colírios hipotensores é indicada para o controle da pressão intraocular (PIO) em pacientes com glaucoma. Use sempre o colírio prescrito por seu médico.

Anti-inflamatórios
Existem dois tipos de colírios anti-inflamatórios: os esteróides (corticóides) e os não esteroides. O primeiro é indicado para inflamações leves ou casos pré-operatórios para dar analgesia. A indicação depende do diagnóstico e gravidade da doença. O uso inadequado de colírios com corticóides pode causar glaucoma e catarata, doenças que podem levar a perda da visão. Os anti-inflamatórios também podem ser encontrados em combinação com antibióticos. Sempre devem ser utilizados com prescrição médica.

Lubrificantes
Popularmente conhecido como lágrima artificial, é indicado para alívio dos sintomas do olho seco. Situações do dia a dia, como passar muitas horas em frente ao computador ou em ambientes com ar condicionado, podem ressecar os olhos. Também é indicado para pacientes com doença do olho seco. Existem lubrificantes com conservante ou sem conservante. O oftalmologista irá indicar a melhor opção para cada caso. 

Vasoconstritores
É indicado para o tratamento das hiperemias provocadas por corpos estranhos, poeiras, vento, exposição a luz intensa e na congestão que acompanha a coriza aguda. Deve ser utilizado com orientação médica. O uso crônico não é recomendado. 

Use sempre colírios com orientação e prescrição médica. "O oftalmologista é o profissional capaz de indicar o melhor produto que irá atender às necessidades de cada paciente", reforça Dra. Diane.

Se você tem dúvidas ou apresenta algum sintoma que te incomoda, agende uma consulta com o oftalmologista para que tenha o tratamento adequado. O importante é cuidar da saúde ocular e prevenir complicações futuras.


O texto acima possui caráter exclusivamente informativo. Jamais realize qualquer tipo de tratamento ou se automedique sem a orientação de um especialista.

Visite regularmente seu oftalmologista

Precisa de oftalmologista?

Encontre um médico aqui.

Teste de Amsler

Faça a auto avaliação da mácula.

Clique aqui

Médicos

Acesse aqui o Portal Oftalmo.

Clique aqui
Apoios