Visão em Dia

Os olhos são grandes responsáveis pelas
experiências que temos ao longo de nossas
vidas, e para mantê-los saudáveis alguns
cuidados são necessários.

Síndrome do olho seco: saiba o que é e como tratar

Publicado em 06/10/2017

Você sabe qual é a função da lágrima? Ela é responsável pela nutrição e hidratação dos nossos olhos e a falta dela ou a dificuldade em produzi-la pode desencadear o olho seco. O problema é tão sério que já tem uma data para falar sobre ele: 06/10 – Dia Nacional de Conscientização do Olho Seco.

“Naturalmente, algumas pessoas podem ter deficiência na produção lacrimal e não conseguem produzir a quantidade adequada de lágrima, mas agentes externos e ambientais também podem provocar o ressecamento da superfície do olho, desencadeando vermelhidão, coceira e ardor, sendo a dificuldade para movimentar as pálpebras um dos sintomas quando o caso é mais grave”, explica o oftalmologista Marcelo Netto (CRM-SP 96.405), Professor e Doutor em Oftalmologia pela Universidade de São Paulo.

Fatores desencadeantes

- Deficiência na produção de lágrima;
- Uso excessivo de celular, computador e/ou tablet;
- Alteração hormonal;
- Exposição excessiva ao sol, vento, ar condicionado, fumaça, poluição.

Sintomas

- Ardência;
- Vermelhidão;
- Sensação de areia ou de corpo estranho;
- Coceira;
- Lacrimejamento;
- Cansaço;
- Irritação;
- Visão turva (pode melhorar depois de piscar);
- Desconforto ao ler, assistir televisão ou trabalhar em frente ao computador por muito tempo.

Tratamento

- Acompanhamento oftalmológico para evitar danos na visão;
- Uso de colírios (lágrimas artificiais).

Prevenção

Consulte regularmente o oftalmologista para realizar os exames de rotina;
- Pisque regularmente;
- Descanse os olhos;
- Durma 8 horas por noite (pelo menos);
- Beba água constantemente;
- Evite os fatores desencadeantes;
- Limpe os olhos corretamente;
- Lave e exponha ao sol os sapatos, roupas e casacos que ficaram guardados por muito tempo no armário para evitar dispersão de ácaros;
- Cuide da higiene das mãos e dos olhos;
Hidrate diariamente seus olhos com colírio (lágrimas artificiais).

A prevenção do olho seco está em ações simples, mas o especialista faz um alerta: “Mesmo que não haja necessidade de prescrição médica para o uso de colírios, recomenda-se a consulta periódica com o especialista – tanto para indicar o colírio adequado para cada caso quanto para diagnosticar e tratar”.

Fique atento às dicas e compartilhe com os seus amigos e familiares, afinal, eles podem não conhecer o problema e precisarem de ajuda.

O texto acima possui caráter exclusivamente informativo. Jamais realize qualquer tipo de tratamento ou se automedique sem a orientação de um especialista

Visite regularmente seu oftalmologista

Precisa de oftalmologista?

Encontre um médico aqui.

Teste de Amsler

Faça a auto avaliação da mácula.

Clique aqui

Médicos

Acesse aqui o Portal Oftalmo.

Clique aqui
Apoios